Muito mais que passeios de balão, a região é mágica, jóia da natureza, patrimônio da humanidade.


O sonho de qualquer viajante é conhecer a Capadócia, na Turquia. Difícil não ser piegas e usar mil adjetivos para descrever um lugar como este. Basicamente porque a Capadócia é sensacional Sabe daqueles lugares que você se pergunta como surgiu tanta beleza variada e tão única numa região só? Pois é… A Capadócia é daqueles lugares que palavras não descrevem e fotos não revelam tudo. Só quando a gente está lá para compreender as maravilhas que a natureza é capaz de fazer. A Capadócia fica no meio da Turquia, numa região chamada Anatólia Central. Portanto, fica bem longe de Istambul, longe do mar e longe dos grandes centros. Mas fica no centro de uma área que teve há milhões de anos uma intensa atividade vulcânica. Definitivamente, isto contribuiu de forma significativa para criar a paisagem que a gente vê hoje. Hoje em dia podemos apreciar seus belos vales e montes, tão próximos e tão diferentes entre si. O que a gente vê na Capadócia é uma exclusividade da Turquia. Afinal, em que outro lugar podemos ver cidades subterrâneas com inúmeros andares abaixo do nível do solo? E que, aliás, foram habitadas por séculos! Junto a isto, podemos encontrar rochas elevadas e escavadas que serviram para diferentes propósitos (casas, igrejas, mosteiros)? Além de vales verdejantes, vales rochosos e ainda até montanhas nevadas que servem para prática de esqui? Sim, até neve tem por ali. Foi na Idade do Bronze que as pessoas começaram a cavar as cavernas na rocha macias e porosas. Atualmente, a gente sabe que a região é habitada já há milhares de anos e de forma continua. Inclusive, algumas civilizações antigas floresceram aqui, como os Hititas (século XIII a XII a.C.). Mas a Capadócia foi ocupada e sofreu influências de inúmeras outras civilizações originárias da Europa e da Ásia Menor. Tanto que todas elas deixaram suas marcas no desenvolvimento e na história deste lugar. No século IV chegaram os primeiros cristãos para transformar para sempre os costumes e crenças do povo. Até o século XI já tinham cerca de 3000 igrejas esculpidas na pedra. Atualmente, as igrejas e mosteiros espalhadas por toda área são uma das grandes atrações da Capadócia. Graças ao trabalho dos caprichosos monges de antigamente, a gente pode ver maravilhosos afrescos em muitas delas. Por certo, algumas ainda estão bem preservadas e com afrescos com cores bem vivas. Inclusive, elas podem ser facilmente visitadas em toda região . No século IV, a Capadócia ficou conhecida como a “Terra dos Três Santos”. Por causa dos três teólogos notáveis nascidos aqui: São Basílio Magno, seu irmão São Gregório de Nissa, e São Gregório de Nazianzo. Sem dúvida, eles contribuíram muito para propagar a doutrina cristã, em geral, e a Ortodoxa Oriental, em particular. Tanto que São Basílio foi fundamental no desenvolvimento monasticismo cristão. De tal forma, que isto gerou as várias igrejas rupestres aqui na sua terra natal. Por isto, tantas estão espalhadas em Göreme e nos vales gêmeos de Soğanlı. Inclusive, muitos monges, já habituados com a vida no subterrâneo iniciada por São Basílio, preferiram continuar na região. Com isto, eles ampliaram ainda mais o enigmático monastério da Capadócia. Deste modo, a região foi um dos primeiros centros educativos do cristianismo no mundo. De tal sorte que teve fim somente no século XIV, quando a Turquia foi tomada pelos Otomanos, seguidores do islamismo. Para se chegar a Capadócia o mais fácil é por avião. Existem diversos vôos que duram cerca de uma hora. É um lugar inesquecível, inigualável, único. Impossível não se apaixonar. Existem várias opções de hospedagem e é claro, na Capadócia você não pode deixar de fazer o passeio de balão e ter uma visão única do local.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo